terça-feira, fevereiro 14, 2006

A linguagem do Abraço

...E todos os que se abraçam sob o céu
vêem o brilho das estrelas
irrandiando a sua protecção
sobre os amantes verdadeiramente apaixonados.

O abraço entre o HOMEM e a MULHER,
esse abraço tem um nome,
o seu nome é amor.

Há abraços tão LONGOS
que conseguem alcançar os céus
e abraços que nos percorrem dos pés à cabeça.
Em certos abraços as mãos ficam inquietas.
Há abraços feitos de sorrisos e de risos
e um abraço que conforta e vence a solidão.
E há abraços de alegria
e também abraços onde receamos
a hora em que teremos de nos separar.

O abraço que vem de MUITO LONGE NO TEMPO,
repleto de saudades,
mergulha no nosso coração
e jamais o esqueceremos.

A linguagem dos abraços
não contém quaisquer palavras,
nem é vazia de sentido.
Acima de tudo, o que desejamos nela,

é que o nosso abraço seja eterno e infinito.


"Michal Snunit"

1 Comments:

Blogger Carla Ferreira said...

Decerto há abraços que nunca esquecemos e outro que nunca queremos "desabraçar".
;)

fevereiro 14, 2006 5:07 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home